O Campinense vem tendo uma semana de trabalhos um pouco mais tranquila, após o primeiro resultado positivo na temporada — a vitória diante do Nacional de Patos, por 1 a 0, no último domingo —, tirando um peso enorme do grupo de jogadores, que se encontravam pressionados por bons resultados. A chegada do técnico Ranielle Ribeiro deu um novo ânimo ao elenco, que deve ter novidades em breve, pois a diretoria está em negociação com algumas peças.

Acompanhe o dia a dia da Raposa Veja os números da Raposa na temporadaConfira a tabela completa do Campeonato Paraibano 2021

Ranielle teve apenas quatro dias no comando do Campinense e viu nessa primeira partida uma oportunidade de conhecer mais o elenco e observar onde existe maior necessidade de reforços. O técnico já contatou a diretoria justamente para pedir novas peças, e as negociações estão em andamento com quatro atletas, que podem ser anunciados nos próximos dias.

A temporada do Rubro-Negro não começou como se sonhava, até porque a goleada por 7 a 1 para o Bahia, na Copa do Brasil, deixou marcas, mas que precisam ser deixadas de lado pelo atual elenco, pois o Campeonato Paraibano em andamento requer foco e atenção. A vitória do último domingo, contra o Nacional de Patos, por 1 a 0, foi difícil, e parece ter dado um pouco mais de tranquilidade para o grupo, que já tem um jogo complicado no próximo sábado, contra o Sousa. Para o volante Rafinha, capitão do time, não dá para se falar em tranquilidade, mas o bom resultado tirou um peso que o grupo carregava devido aos resultados negativos nos dois primeiros jogos no ano.

— "Tranquilidade" não é a palavra certa, mas dá mais confiança para o restante da competição. Só nós atletas, comissão técnica e diretoria sabíamos como essas derrotas vinham nos crucificando, vinham pesando na nossa mente. Agora é trabalhar, ouvir o que o professor tem para falar, para chegar lá em Sousa e fazer um bom trabalho, independentemente do resultado — disse Rafinha.

Desde o início dos trabalhos do elenco em 2021, o Campinense já divulgou duas listas de dispensas, totalizando 11 atletas que deixaram o grupo após o início da temporada, além da mudança de comando técnico, saindo Ederson Araújo para a chegada de Ranielle Ribeiro. No grupo desde o início, o volante Rafinha garante que o time está fechado e focado e que raça não vai faltar.

— Nosso grupo continua fechado. Sabemos a grandeza do Campinense, sabemos do peso que é vestir esta camisa, queremos vencer de todo jeito: se não for na técnica, é na raça. Continuamos firmes e focados no nosso objetivo, e quero pedir (aos torcedores) cada vez mais que estejam com a gente, na cobrança, sim, no momento, sim; se for para sorrir junto, nós vamos sorrir juntos; se for pra chorar, estamos junto também — finalizou o volante.

Situação no DM rubro-negro

O atacante Marcos Nunes é dúvida para a partida contra o Sousa. O atleta desfalcou o time contra o Nacional devido à expulsão contra o São Paulo Crystal, porém estava no departamento médico se recuperando de uma contratura muscular. De acordo com Leonardo Félix, fisioterapeuta do clube, Marcos já está recuperado e agora depende apenas do aval do departamento físico para ir ao jogo do próximo sábado. Caso parecido é o do meia Edinho Corrêa, que também já está em transição para os treinos após tratar um estiramento de grau 1 na panturrilha.

No DM, encontram-se apenas o volante Gabriel Pereira, se recuperando de uma lesão, devido a uma pancada sofrida no joelho, na última partida, e o meia Juliano, que ainda tem longo período fora, pois a recuperação da cirurgia no joelho é mais demorada, com previsão de retorno apenas para o segundo semestre.

O próximo compromisso da Raposa no Campeonato Paraibano é contra o Sousa, no Estádio Marizão, às 16h do próximo sábado. No momento o Campinense ocupa a 5ª colocação na tabela de classificação, com três pontos conquistados.

Leia mais notícias do esporte paraibano no ge.globo/pb