Foram presos, nesta terça-feira (23), em Aracaju, os três policiais sergipanos envolvidos no caso da morte do empresário Geffeson Moura, no dia 16 deste mês durante uma ação dos suspeitos no município de Santa Luzia, no Sertão paraibano.

A prisão foi motivada após um pedido de prisão temporária feito pela Polícia Civil da Paraíba e decretado pelo Ministério Público e Poder Judiciário da Paraíba.

“Em virtude das investigações mostrarem condutas muito graves, e fortes indícios das autorias e materialidade, a Policia Civil da Paraiba representou pela prisão temporária dos envolvidos, para garantir a tranquilidade necessária para a conclusão das investigações”, afirmou o delegado Sylvio Rabelo, que investiga o caso.

Os três policiais sergipanos vão ficar custodiados na sede da Polícia Civil em Aracaju. Uma equipe de policiais civis da Paraíba irá até o local para realizar interrogatórios e demais diligências necessárias.

Entenda o caso

Os policiais de Sergipe estavam em Santa Luzia para, segundo eles, prenderem um bandido procurado e que estaria trafegando de carro entre os estados do Rio Grande do Norte e da Paraíba. No dia 16, eles montaram uma operação com uma viatura descaracterizada e pararam o carro de Gefferson.

Segundo os policiais, Gefferson estaria armado e esboçou reação. Com isso, os policiais atiraram contra ele, que foi atingido por diversos disparos e morreu no local. O corpo de Gefferson foi levado pelos próprios policiais sergipanos até a porta de uma maternidade em Santa Luzia e deixado no local.

Em seguida, os policiais foram até uma delegacia de Polícia Civil em Patos e narraram o caso ao delegado plantonista da noite. Depois, a equipe sergipano retornou para Aracaju.